uol moderninha

quarta-feira, 29 de junho de 2016




29 de junho dia São Pedro
Primeiro Papa da Igreja Católica

São Pedro nasceu em Betsaida, um pequeno vilarejo às margens do lago de Genesaré, ou Mar da Galiléia, no norte de Israel. Seu nome de nascimento era Simão. Quando conheceu Jesus, Simão era casado (os Evangelhos falam da cura da sogra de Pedro) e morava em Cafarnaum, importante cidade às margens do lago de Genesaré. Era filho de Jonas e tinha um irmão, André. Este foi quem o apresentou a Jesus. Os dois se tornaram discípulos de Jesus e mais tarde apóstolos. São Pedro era pescador e possuía um barco, em sociedade com seu irmão. Ambos trabalhavam no Mar da Galiléia, um lago de água doce formado pelo Rio Jordão, na região da Galiléia em Israel. (fonte: www.cruzterrasanta.com.br)

O chamado de Jesus a São Pedro
Quando Jesus conheceu Simão, disse a ele uma frase que mudaria sua vida: Você será pescador de homens. A partir daí, Simão começou seguir Jesus. Num determinado momento, Simão confessou a Jesus: Tu és o Messias, o Filho de Deus. Por isso, Jesus disse que, daquele momento em diante, seu nome seria Pedro, Cefas, Kephas em aramaico, palavra que significa Pedra.  Mais tarde o significado disso ficou claro: Pedro foi o primeiro Papa da Igreja, tornou-se a Pedra onde a Igreja encontra sua unidade. (fonte: www.cruzterrasanta.com.br)

Negações de São Pedro e perdão de Jesus
Quando Jesus foi preso no Horto das Oliveiras, pediu que seus discípulos fossem liberados. São Pedro foi liberado, mas seguiu Jesus de longe, às escondidas. Levaram Jesus preso ao Palácio de Caifás. Pedro e João entraram no pátio palácio e ficaram ali esperando o desfecho de tudo.

No pátio, alguns reconheceram São Pedro e perguntaram se ele era um dos discípulos de Jesus. Por três vezes, porém, Pedro negou e o galo cantou, como Jesus havia profetizado: Antes que o galo cante, tu me negarás três vezes. Pedro chorou amargamente, arrependido. Quando Jesus ressuscitou e apareceu aos discípulos às margens do Mar da Galiléia, ele se dirigiu a Pedro e perguntou se Pedro o amava.
Jesus perguntou isso por três vezes. Pedro respondeu que sim as três vezes. Foi uma forma de Jesus curar o remorso no coração de Pedro por causa das três negações que tinha feito de seu Mestre. Jesus o perdoou e, em seguida disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. (fonte: www.cruzterrasanta.com.br)

As chaves do Céu
Quando Jesus deu a São Pedro a missão de ser líder da Igreja, disse a ele: tu és pedra, e sobre essa pedra edificarei a minha igreja. Pedro era um homem simples, extrovertido, falava sem pensar. Por outro lado, era acostumado às dificuldades da vida de pescador. Mas depois de três anos seguindo Jesus, e depois da receber o poder do Espírito Santo em Pentecostes, Pedro se tornou um grande líder, um apóstolo, palavra que quer dizer enviado. Depois de Pentecostes, São Pedro reunia multidões em suas pregações. Ele tinha o dom da cura de tal forma que as pessoas queriam tocar em seu manto, ou passar sob sua sombra para que fossem curados e libertados, como nos atesta o livro dos Atos dos Apóstolos. Ele escreveu duas cartas que estão no novo testamento, animando e exortando a Igreja nascente.
(fonte: www.cruzterrasanta.com.br)

São Pedro, o primeiro papa
Depois de Pentecostes, Pedro passou a ser um evangelizador por todos os lugares onde passava. Sua autoridade como o líder da Igreja  nascente sempre foi respeitada e atestada por vários documentos da Igreja. Nunca foi questionada. De fato, São Pedro assumiu as chaves da Igreja e seus sucessores, os Papas, são continuadores de sua autoridade e de sua missão dada pelo próprio Jesus cristo.
(fonte: www.cruzterrasanta.com.br)

domingo, 26 de junho de 2016

Brasileirão série A
Palmeiras segue liderando o Brasileirão

Concluída a 11ª rodada do campeonato brasileiro da série A com a realização de 10 jogos com dois clássicos regionais: O clássico 'SANSÃO'  Santos 3x0 São Paulo e o clássico carioca FLA/FLU Flamengo 1X2 Fluminense.
O Palmeiras mesmo perdendo para o Cruzeiro por 2  a 1 foi beneficiado na rodada com as derrotas de Inter para o Botafogo e  do Grêmio para o Atlético/PR.
França, Alemanha e  Bélgica chegam as quartas
Bélgica e Alemanha goleiam; França vira pra cima da República da Irlanda
 

 
França 2x1 Irlanda


 
Alemanha 3x0 Eslováquia



Bélgica 4x0 Hungria

Três jogos definiram mais três seleções para as quartas-de-final da Eurocopa 2016. No primeiro jogo os donos da casa, seleção francesa, de virada bateu a Irlanda por 2 a 1. No segundo  foi a vez da Alemanha passar fácil pela Eslováquia, goleando por 3 a 0. Fechando a rodada desse domingo  a Bélgica atropelou a Hungria, vencendo por 4 a 0.
 

Agora já são seis as seleções classificadas para as quartas-de-final: Polônia; Portugal; País de Gales; França; Alemanha e Bélgica. 

 
Campeão e vice do SuperStar
são do Nordeste

                                                      foto: www.jornaldecaruaru.com.br
Banda Fulô de Mancaru campeã do SuperStar 2016








                                 reprodução internet
Banda Plutão Já Foi Planeta vice-campeã do SuperStar 2016

 

Fulô de Mandacaru (campeão) e Plutão Já Foi Planeta (vice-campeão) a primeira de Caruarú e a segunda de Natal, capital potiguar.
 

Numa final emocionante que reuniu as quatro melhores bandas da terceira edição do programa SuperStar da Rede Globo de televisão, na tarde deste domingo  foi emocionante e pra lá de vibrante com as duas melhores bandas do programa vindas do Nordeste.
 

Um show da maior grandeza as apresentações de Fulô de Mandacaru e Plutão Já Foi Planeta. Dois  estilos musicais bem diferentes, mesmo assim mostraram a força artística e cultural da região nordestina.
 

A escolha final, em clima de decisão de Copa do Mundo, o público brasileiro escolheu a banda pernambucana com 70% dos votos, enquanto que a banda natalense alcançou 48%dos votos. Parabéns Fulô de Mandacaru; parabéns Plutão Já foi Planeta; parabéns Caruarú; parabéns Natal; parabéns Nordeste.
Um Domingão  cheio de atrações

Este domingo tá carregado de grandes emoções.

 

Um domingo com muitas atrações é o que nos reserva, pra começar tem a Eurocopa com um jogão entre França e Irlanda às 10 da manhã. Mais tarde um pouco tem a grande final do programa global 'Superstar' com a banda potiguar 'Plutão Já Foi Planeta' sendo uma das finalistas e uma das grandes favoritas a ficar com o primeirissimo lugar. Eles merecem, são bons de mais.
 

ÀS 13 horas tem mais Eurocopa com a Alemanha atual campeão mundial enfrentando a seleção da Eslováquia. ÀS 16 horas tem rodada do Brasileirão com destaque para o maior clássico do Brasil o FLA/FLU direto do Arena das Dunas, estádio de Copa do Mundo, em Natal a mais bonita capital do norte e nordeste do Brasil.
 

Ainda às 16 horas começa a terceira e última partida do dia pela fase oitavas-de-final da Eurocopa com outro jogão: Hungria x Bélgica.
 

Pra fechar o domingo com chave ouro, teremos às 21 horas, a grande final da Copa América Centenário em Nova Jersey nos Estados Unidos com jogão repeteco entre Argentina e Chile. 

Uma decisão com sabor de revanche, há um ano as duas seleções decidiram a Copa América em Santiago, no Chile, com a seleção chilena conquistando o título de campeã sul americana.  

sexta-feira, 24 de junho de 2016

EITA Festa Junina,  
São João dos meus sonhos,
noites tão brasileiras sobre o luar!!!!!!!!!!!


Nossa homenagem a maior expressão musical do Nordeste brasileiro, o Rei do Baião, o grande Luiz Gonzaga acompanhado por seu filho Gonzaguinha e Raimundo Fagner cantando "Noites Brasileiras, uma das música de Gonzagão que descreve toda beleza do nordestino e de seu povo. 

 Noites Brasileiras
Luiz Gonzaga

'Ai que saudades que eu sinto
Das noites de São João
Das noites tão brasileiras na fogueira
Sob o luar do sertão'

'Meninos brincando de roda
Velhos soltando balão
Moços em volta à fogueira
Brincando com o coração
Eita, São João dos meus sonhos
Eita, saudoso sertão'


 

 
São João é . . .
o Nordeste em festa

Canjica, pamonha, milho assado na fagueira São João é forró e arrasta pé a noite inteira. Trio Nordestino sucesso dos anos 70 "Naquele São João"


 

VIVA SÃO JOÃO; SÃO PEDRO  E SANTO ANTONIO
e tome forró até gastar a sola do sapato . . . !

 


O São João
de Luiz Gonzaga


Olha Pro Céu
Luiz Gonzaga


Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo
Olha praquele balão multicor
Como no céu vai sumindo

Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo
Olha praquele balão multicor
Como no céu vai sumindo

Foi numa noite igual a esta
Que tu me deste o coração
O céu estava assim em festa
Pois era noite de São João

Havia balões no ar
Xote, baião no salão
E no terreiro o teu olhar
Que incendiou meu coração

Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo
Olha praquele balão multicor
Como no céu vai sumindo

Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo
Olha praquele balão multicor
Como no céu vai sumindo

Festejos juninos
Maior evento do Nordeste

Santo Antonio; São João e São Pedro

 Campina Grande disputa com Caruaru o título de maior São João do mundo


foto divulgação

São João de Campina Grande (Paraíba)
As atrações do grandioso São João de Campina Grande, uma das maiores festas juninas do mundo, ficam concentradas no Parque do Povo, espaço com mais de 42 mil m². Nos 31 dias de festejos, serão mais 300 horas de arrasta-pé em uma infraestrutura com 300 barracas de comida para um público estimado em mais de 2 milhões de pessoas.

 
foto divulgação



São João de Caruaru (Pernambuco)
Festa de São João de Caruaru costuma receber mais de um milhão de visitantes
Localizada no agreste de Pernambuco, a 140 quilômetros de Recife, Caruaru é considerada a capital do forró.

Mossoró Cidade Junina (Rio Grande do Norte)

A diversidade de atrações é uma das marcas da nova edição de Mossoró Cidade Junina, a 280 quilômetros de Natal.  O evento tem de tudo um pouco: do sertanejo ao forró. A festa junina é considerada uma das maiores do País.
 
São João de Assú (Rio Grande do Norte)
Localizada a 220 quilômetros de Natal, a cidade de Assú é palco de um tradicional São João no Rio Grande do Norte.

foto divulgação


Forró Caju - Aracaju (Sergipe)
Em Sergipe, o Forró Caju, tradicional festa junina de Aracaju, reúne proximamente um milhão de pessoas todos os anos. Outra opção para os que vão estar na cidade é o festival Forró Siri, considera a melhor festa de São Pedro do país.

fonte: http://turismo.ig.com.br/destinos-nacionais
Festas Juninas
Datas Comemorativas
As festas juninas têm em suas raízes a mistura de elementos das tradições pagãs romano-germânicas e cristãs.

fonte: Brasil Escola


No Brasil, desde pelo menos o século XVII, no mês de junho, comemoram-se as chamadas “Festas Juninas”, que possuem esse nome por estarem associadas ao referido mês. Sabemos que, além daquilo que tipifica tais festas, como trajes específicos, comida e bebidas, fogueiras, fogos de artifício e outros artefatos feitos com pólvora (como bombinhas), há também a associação com santos católicos, notadamente: São João, Santo Antônio e São Pedro. Mas quais são as raízes das festas juninas?

Os pesquisadores especializados em festividades e rituais costumam apontar as origens das festas juninas nos rituais dos antigos povos germânicos e romanos. Os povos que habitavam as regiões campestres, na antiguidade ocidental, prestavam homenagens a diversos deuses aos quais eram atribuídas as funções de garantir boas plantações, boas colheitas, fertilidade etc. Geralmente, tais
ritos (que possuíam caráter de festividade) eram executados durante a passagem do inverno para o verão, que, no centro-sul da Europa, acontece no mês de junho.

Esses rituais implicavam o acendimento de fogueiras e de balões (semelhantes aos que hoje são feitos com papel de seda), entre outros modos de comemorações, como danças e cânticos. Na transição da Idade Antiga para a Idade Média, com a cristianização dos romanos e dos povos bárbaros, essas festividades passaram a ser assimiladas pela Igreja Católica, que, como principal
 instituição do período medieval, soube também diluir o culto aos deuses pagãos do período junino e substituí-los pelos santos.

A religiosidade popular absorveu de forma muito profunda essa mistura das festividades pagãs com a doutrina cristã. Nas regiões do Sul da Europa, sobretudo na Península Ibérica, onde o catolicismo desenvolveu-se com muita força no fim da Idade Média, essas tradições tornaram-se plenamente arraigadas. Com a colonização do Brasil pelos portugueses a partir do século XVI, as festividades juninas aqui foram se estabelecendo, sem maiores dificuldades, e ganhando um feitio próprio.

As comemorações das festas juninas no Brasil, além de manterem as características herdadas da Europa, como a celebração dos dia dos santos, também mesclaram elementos típicos do interior do país e de tradições sertanejas, forjadas pela mescla das culturas africana, indígena e europeia. Sendo assim, as comidas típicas (como a pamonha), as danças, o uso de instrumentos musicais (como a viola caipira) nas festas, etc., tudo isso reflete milênios de tradições diversas que se imbricaram.


Por Me. Cláudio Fernandes

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:
FERNANDES, Cláudio. "Festas Juninas"; Brasil Escola.
Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/festa-junina.htm>.